​Porquê e para Quê!



A Constituição desta associação teve como base fundamental o facto de se encontrar inserida numa pequena vila alentejana – Vila de Cabeção – onde a riqueza em termos de Património Natural e Cultural é o cartão-de-visita.

O reconhecimento do valor deste património por parte de um grupo de jovens levou a que em 29 Junho de 1987, surgisse a Associação Amigos da Natureza de Cabeção (AANC), veículo essêncial para a divulgação e reconhecimento do trabalho ​anteriormente desenvolvido. Seguiu-se um conjunto de projetos e iniciativas inéditas na região, nomeadamente ao nível da Educação e Sensibilização Ambiental e outros de índole científico como o estudo de Aves de Rapina dos Montados.​



Ao longo de todos estes anos, a existência da AANC contribuiu de forma intensa para o conhecimento dos aspetos paisagísticos e faunísticos que compreendem toda esta zona, deu também a conhecer de uma forma pormenorizada as espécies que compõe os ecossistemas do território de Cabeção e acentuou a necessidade da sua Conservação e Preservação.



Os trabalhos levados a cabo pela AANC e colaboradores externos, nomeadamente da Estação Florestal Nacional (EFN), Liga para a Proteção da Natureza (LPN) e Centro de Estudos de Avifauna Ibérica (CEAI), proporcionaram para além do conhecimento, a preservação de espécies prioritárias​ para a Conservação da Natureza, como exemplo a Lontra (Lutra lutra), Águia cobreira (Circaetus gallicus), Águia calçada (Hieraaetus pennatus), Águia de Bonelli (Hieraaetus fasciatus), Bufo real (Bubo bubo) e Cegonha preta (Ciconia nigra), entre outros.​



A AANC interveio sempre que necessário em questões relacionadas com a poluição e ordenamento do território, de uma forma pertinente e construtiva. O papel da associação tornou-se muito importante ao nível das gerações mais novas, operacionalizando os seus objetivos através de inúmeras atividades ​essênciais, numa vila marcada pelo exôdo rural e pelo baixo nível de desenvolvimento e dinamismo.

Contribuiu também para que o nome da freguesia estivesse patente nas rotas de muitos investigadores de áreas como a Biologia, Geologia, Botânica, Fitossociologia, Pedologia, etc, que posteriormente permitiu a integração desta área na Rede Natura 2000.



​​No decorrer dos últimos anos a AANC tem vindo a levar a cabo, atividades de ambientais numa vertente aventura, lazer e recreio, tais como canoagem, paintball, caminhadas com monitores com experiência em fauna e flora local, desta forma dando a conhecer de uma forma controlada o riquíssimo ecossistema que é o Sitio de Cabeção Rede Natura 2000.

​Em suma, pensamos que desde a data da sua criação (29 Junho de 1987), entre períodos de maior e menor dinamismo, a AANC tem desempenhado um papel fundamental na divulgação e reconhecimento da biodiversidade que carateriza a zona de Cabeção, apontando-a como um sítio a investigar e um lugar no qual é necessário investir, por forma a proporcionar uma harmonia entre o Património Natural e um desenvolvimento sócio económico necessário ao bem estar da População.


Para que este equilíbrio seja conseguido, é necessário que o trabalho da associação continue a ser pertinente de maneira a legitimar os objetivos que fundamentam a sua constituição. Desta forma, é fundamental a colaboração ativa de todos sócios na elaboração de um projecto global que permita a continuação da Associação dos Amigos da Natureza de Cabeção.

A quem a fundou…MUITO OBRIGADO

© 2013 by Associação dos Amigos da Natureza de Cabeção. Todos direitos reservados.

  • Facebook ícone social
Junta Freguesia de Cabeção

Cabeção é uma freguesia portuguesa do concelho de Mora, na região do Alentejo, com 47,44 km² de área e 1 073 habitantes (2011) Telefone Junta Freguesia de Cabeção: 266 447 180

Go to link