Moinho de Água do Cláudio

Portugal, Évora, Mora, Pavia

Estação de moagem composta por moinho, represa, casa do moleiro, estábulo e celeiro. Moinho de água, do tipo de roda horizontal.

Descrição

Estação de moagem composta por moinho, represa, casa do moleiro, estábulo e celeiro.

Acessos

EN 251, à saída da povoação, na direcção Pavia - Vimieiro, virar à esquerda por caminho de terra batida; a 100m o caminho bifurca para a esquerda; seguir por c. de 200m até chegar ao Ribeiro do Freixo; atravessar a passagem de pedra sobre o curso de água, junto ao Moinho do Zé Guitarra e seguir em direcção a O.; a azenha fica a c. de 200m.

Foto Moinho de Água do Cláudio

Protecção

Inexistente

Grau

5 - registo em pré-inventário com um preenchimento mínimo dos campos… e pressupondo a existência de um registo iconográfico.

Enquadramento

Rural, fluvial, isolado, em magnífico enquadramento paisagístico, na margem N. da Ribeira de Têra, muito perto da confluência com a Ribeira do Freixo, a S.; terreno muito acidentado caracterizado por granitos e rochas afins, com presença de alguns fenómenos geológicos designados por marmitas de gigante e caos de blocos; junto às margens e na penedia do leito da ribeira predomina a vegetação rasteira, com acento para as gramíneas; na envolvente ao moinho vegetação arbustiva e montado, característicos do clima mediterrânico, com maior incidência para a Oliveira (Olea europaea), o zambujeiro (Olea maderensis), o Sobreiro (Quercus suber), a Azinheira (Quercus rotundifolia) e o Rododendro (Rhododendron); junto ao moinho, pequeno canavial a N. e a E., pertencendo à Casa do Moleiro, habitada, pomar e horta; a S. algumas Figueira-da-Índia (Opuntia ficus-indica); a fachada S. do moinho é parcialmente envolvida por Alegra-campo (Smilax aspera) e outra vegetação invasora. Na proximidade, a cerca de 1Km para O., fica o Moinho do Sapo , o Moinho do Freixo a cerca de 150m a S. e, para E., o Moinho da Figueira e o Moinho da Misericórdia. A nível da fauna encontramos, entre outros, o Javali (Sus scrofa), a Raposa (Vulpes vulpes), o Rato-de-cabrera (Microtus cabrerae), o Texugo (Meles meles), a Lontra (Lutra lutra); nas linhas de água vários anfíbios e répteis como a Rã-verde (Rana perezi), a Rã-de-focinho-pontiagudo (Discoglossus galganoi), o Sapo-parteiro (Alytes obstetricans) e a Cobra-de-água-viperina (Natrix maura); no campo da avifauna, destaque para a comunidade de rapinas, com populações numerosas de Águia-de-asa-redonda (Buteo buteo) e de Águia-calçada (Hieraetus pennatus), marcando presença também, na Primavera, a Águia-cobreira (Circaetus gallicus), o Bútio-vespeiro (Pernis apivorus) e a Ógea (Falco subbuteo); vários passeriformes, com destaque para os Chapins, Toutinegras, o Rouxinol (Luscinia megarhychos) e o Rabirruivo-de-testa-branca (Phoenicurus phoenicurus).

Descrição Complementar
Utilização Inicial

Extração, produção e transformação: moagem

Utilização Actual

Devoluto

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 18 / 19 (conjectural)

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 18 - 19 - provável época de construção; 1870, 17 de Julho - posturas da Câmara Municipal de Mora, revogando as anteriores, nas quais surge legislação vária relativa aos moínhos de água do Concelho, nomeadamente proibição de moer trigo nas pedras barroqueiras ( próprias para centeio ) ou de moer grão fora do concelho, bem como obrigação de todos os moleiros "de pé de mó, como os maquilões ( os moços que levavam a farinha ao domícilio ) ou carregadores", de prestarem fiança por todo o mês de Janeiro e obrigação dos forneiros de fornos públicos de cozerem o pão e "mais artigos precisos a toda e qualquer pessoa".

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Autor e Data

Rosário Gordalina 2002

Fonte

http://www.monumentos.pt/

Imagens

To play, press and hold the enter key. To stop, release the enter key.

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom

APOIOS

Solar dos Lilazes
Solar dos Lilazes

BEM-VINDO AO HOTEL SOLAR DOS LILASES Autêntico significa verdadeiro, sem imitação ou com autoria comprovada. Quantas vezes locais geograficamente bem distantes nos deixam a sensação de que já ali havíamos estado? No Hotel Solar dos Lilases, onde cada quarto é um quarto diferente pode reviver o passado. Sem pretensões, porque o autêntico não pode ser pretensioso, procuraremos ir ao seu encontro. Esta é a nossa aposta..... Autenticidade...

press to zoom
Custodio Martinho Carla Martinho Lda
Custodio Martinho Carla Martinho Lda

Produtos · Automatismos · Cadeiras / Sofás · Cabeceiras · Carros · Cortinados · Estores · Paredes · Restauro · Toldos Morada: SITIO DAS QUATRO ESTRADAS, 8100-321, S. SEBASTIÃO LOULE, FARO Telefone 289 391 767

press to zoom
Câmara Municipal de Mora
Câmara Municipal de Mora

​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​Mora é uma vila portuguesa, no Distrito de Évora, região Alentejo e sub-região do Alentejo Central​

press to zoom
Solar dos Lilazes
Solar dos Lilazes

BEM-VINDO AO HOTEL SOLAR DOS LILASES Autêntico significa verdadeiro, sem imitação ou com autoria comprovada. Quantas vezes locais geograficamente bem distantes nos deixam a sensação de que já ali havíamos estado? No Hotel Solar dos Lilases, onde cada quarto é um quarto diferente pode reviver o passado. Sem pretensões, porque o autêntico não pode ser pretensioso, procuraremos ir ao seu encontro. Esta é a nossa aposta..... Autenticidade...

press to zoom
1/14
spea_logo
spea_logo

press to zoom
associacao-de-clubes-de-canoagem-da-regi
associacao-de-clubes-de-canoagem-da-regi

press to zoom
SPEA
SPEA

A Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves é uma organização não-governamental de ambiente sem fins lucrativos que promove o estudo e a conservação das aves e dos seus habitats em Portugal.

press to zoom
spea_logo
spea_logo

press to zoom
1/7